sábado, 29 de junho de 2013

J.


O meu pai disse-me isto uma vez. Que sabia que eu gostava da J. desde sempre e que esse era o problema: eu não a podia ajudar sem me envolver psicologicamente na situação, e que nenhuma de nós ganharia com isso. Não lhe dei ouvidos, mas mais tarde percebi muito bem o que ele quis dizer.

1 comentário:

Jessy disse...

A mim acontece-me com a minha mãe, não lhe dar ouvidos e depois dar-lhe razão :)
Beijinhos :)